Artigos

ABCDário da Mulher Cristã

Amar a Deus como a pecadora que
ungiu os pés de Jesus 
(Lc 7.37-47).

Bendizer ao Senhor por seus benefícios,
como Débora depois da vitória 
(Jz 5.1,3).                                                                                    

Confessar a Cristo como Salvador,
ainda que em meio à indiferença
como Damaris 
(At 17.14).

Dar a Deus de nossos bens para a
obra do Senhor, como Suzana 
(Lc 8.3).

Ensinar a Palavra de Deus aos meninos,
como Lóide e Eunice 
(2 Tm 1.5).

Fiar-se nas promessas de Deus, como
Joquebede, mãe de Moisés 
(Êx 2.3,20).

Glorificar a Deus em seu corpo, em seu espírito,
como Maria, a Mãe de Jesus 
(Lc 1.46-56).

Hospedar os servos de Deus em nossa
casa, como a Sunamita 
(1 Rs 4.8-10).

Invocar o nome do Senhor em toda circunstância, como Ana, mãe de Samuel 
(1 Sm 1.2).

Juntar-se com o povo de Deus para adorá-lo, co-mo Lídia, a vendedora de púrpura 
(At 16.13-15).

Louvar a Deus por sua salvação, como Miriam, irmã de Moisés 
(Êx 15.21).

Mostrar aos outros o amor de Deus, como a diaconisa Febe 
(Rm 16.1,2).

Negar a si mesma e deixar tudo para servir ao Senhor, como Rute 
(Rt 1).

Oferecer nossa casa para culto de adoração a Deus, como Áfia, esposa de Filemon 
(Fil 1.2).

Pregar o Evangelho em todas as oportunidades que se apresentem, como Trifena e Trifosa 
(Rm 16.12).

Querer antes de tudo agradar a Deus, expondo a vida, como Priscila 
(Rm 16.3,4).

Receber os favores de Deus com gratidão e suas provações com paciência, como Noemi 
(Rt 1 e 2).

Servindo aos santos com amor, assim como ordenou o Seu Senhor 
(Ef 5.13c).

Trabalhar com fervor para a obra de Deus, como Pérsida 
(Rm 16.12).

Usar de todos os dons e atitudes que Deus nos tem dado para glorificar seu nome e fazer o bem aos nossos semelhantes, como Dorcas 
(At 9.36).

Ver em Cristo a única esperança da salvação, e ouvi-lo, como Maria, irmã de Lázaro (Lc 10.39) e Maria sua mãe 
(João 2.3-5).

Xale de oração é chamado também de Talit, em geral feito de linho, lã ou seda, com franjas do mesmo material. A mulher virtuosa descrita emProvérbios 31.10-31 conhecia e utilizava este material em seu lar. O uso desta peça requeria de cada israelita consagração pessoal a Deus e o cumprimento dos mandamentos. Que hoje cada cristão possa guardar a Palavra de Deus no coração e consagrar sua vida ao serviço de Deus e possa Zelar pela paz, como Abigail, a prudente 
(1 Sm 25).


MULHER VIRTUOSA

         "Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede o de finas jóias".  Provérbios 31:10 
         

            Virtuoso ou virtuosa é quem tem virtudes. Mas o quer dizer virtude? Segundo o dicionário “Mini-Aurélio”, virtude é: disposição firme e constante para a prática do bem; força moral; ato virtuoso; qualidade própria para produzir certos efeitos. Não é de se admirar a razão de tantos predicados. Ser ‘virtuoso’ ou ‘virtuosa’ requer dedicação, abnegação e muita determinação.

          Foi por estas e outras tantas coisas que Salomão resolveu dedicar um capítulo inteiro em homenagem à mulher. A sua indagação: “quem a achará?”, sugere ser preciso procurar para encontrar. A mulher virtuosa caracteriza-se pela sua disposição em assumir o seu papel, o seu lugar, e a sua função de mulher na sociedade. Ela é dotada por Deus de capacidade, as mais variadas, para se fazer peça indispensável no desenvolvimento do ser humano. Entre todas, a função de ser mãe se destaca das demais.

          Ser mãe está além da nossa compreensão, principalmente dos homens, de poder avaliar o que realmente significa. Ser mãe é algo reservado somente à mulher, pois coloca em prática todo o universo de privilégios que o Criador reservou para elas. Não há mãe virtuosa sem a mulher virtuosa. Por tanto, neste “dia das mães”, queremos enaltecer aquelas, que além de serem mulheres virtuosas também são mães virtuosas.

          Parabéns mamães!

                                   

As lutas do Cristão

Todos os projetos de Deus pra vida de Seus filhos são precedidos de lutas. Não podemos nos iludir, nenhuma bênção divina virá ‘de mão beijada’ pras nossas mãos. Mas não podemos nos esquecer que, juntamente com essas lutas, virá o conforto do Espírito Santo e toda condição de vencermos. Às vezes parecerá que nada está acontecendo, que nada vai acontecer, dúvidas chegarão a você, ansiedades virão, mas você tem que se manter firme nas promessas de Deus.


Na verdade o deserto espiritual de quem está na guerra nada mais é que a preparação, a estruturação pra que, quando a vitória for apossada, não venhamos perdê-la. É como um parto, as dores vêm, a luta vem, mas, ao ver a criança em seus braços, a mãe nem se lembra de tudo que passou por conta daquele momento maravilhoso, porque ela sabia que valeria a pena tudo que tivesse que passar pra ter a companhia de seu filho.


Então, se você está passando por lutas por conta de um sonho, um projeto, antes de desistir, coloque-o nas mãos de Deus. Mesmo sendo um sonho de Deus pra sua vida, você tem que colocá-lo em Suas mãos, confiá-lo a Ele. Você verá tudo cooperar pra que receba a resposta que tem buscado. Vai ser uma verdadeira guerra, mas se você for em frente, a conquista é certa, porque Deus é fiel.

O AMOR ENOBRECE A VOCAÇÃO DE SER “MÃE

          Com muito gozo em nossa alma, queremos compartilhar uma reflexão sobre o amor de mãe, ponderando as comemorações a elas dedicadas durante o mês de maio. Para isto vamos usar como base o texto de (Is 49.14-16a.) “Pode uma mãe esquecer-se do filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, Eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que na palma das minhas mãos te tenho gravado“. No texto bíblico Deus através do profeta Isaias, procura de uma forma clara identificar-se com seu povo, usando uma linguagem propriamente conhecidíssima até das crianças, usando o amor materno como fonte de revelação. Se analisarmos o texto bíblico podemos definir a figura da “mãe” como uma vocação nascida, no coração de Deus, porque a fonte do seu amor “é o amor nascido no coração de Deus”.

 

          O amor de uma mãe, apesar de ser imperfeito, é o que mais se assemelha ao amor de Deus. Se analisarmos podemos chegar a esta constatação: A vocação de ser “mãe” gerou no coração de Deus! Se pararmos para analisar chegaremos à conclusão, que amor de mãe é único! Uma mãe vive com o filho, durante sua gestação por nove meses, com o filho em seu ventre dedica todo o cuidado e carinho, aguardando o momento de conhecer aquele presente que Deus como dádiva está lhe proporcionando.

 

          Depois vive mês, passando às madrugadas em claro cuidando de seu filho, amamentado, zelando por aquele pequeno ser, que depende quase que exclusivamente dela para sobreviver, seja imperfeito fisicamente, doente ou não, seu olhar o vê com os olhos do amor, e o amor materno oculta as imperfeições dos filhos, para uma mãe não existe filho mau, nem imperfeito, porque o amor que existe no coração de uma mão nasce no coração de Deus. Teoricamente, é impossível que uma mãe esqueça-se do seu filho depois de tudo que ela passou para tê-lo ao seu lado. A mãe é a única pessoa que só pensa e sonha com a felicidade de seus filhos. Ela não mede esforços e sacrifícios pelo bem deles. É incansável na doação, ama sem reservas, por inteira. O amor de uma mãe é aquele que no conceito do apostolo Paulo “tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo perdoa” ICor 13, 7. Esse é o retrato de mãe, pois a vocação de ser mãe é o amor. O amor de mãe é o único que se assemelha ao amor de Deus, Deus ama a todos os seus filhos com um amor único e total. Ama a cada um como é, com suas características físicas e psicológicas, com suas qualidades e defeitos. Deus ama a todos individualmente. Veja algumas expressões de Deus revelando seu amor “Eu te amo com amor eterno”, “Tu és precioso aos meus olhos”, “Eu estou contigo”, “Jamais meu amor te abandonará”. O amor de Deus é pautado pela bondade e generosidade. Bondade sempre maior daquela que merecem os filhos. Generosidade ilimitada, sempre além do mérito de cada um. Deus Pai ama apaixonadamente os seus filhos, mas respeita a liberdade de escolha de cada um, em querer viver como filho de Deus. Assim é o amor de uma verdadeira mãe! Você tem que experimentar o amor de Deus, para poder compreender o amor de uma mãe. O amor de Deus é incondicional, ímpar e pessoal.

 

          Deus ama gratuitamente, sem impor condições e sem esperar nada em troca. Este amor, que no mundo atual, é de difícil compreensão, pois o homem moderno está acostumado a ser valorizado pelo que tem, pela sua inteligência, pela sua beleza e pelos seus bens materiais. Mas o texto bíblico diz: Eis que na palma das minhas mãos te tenho gravado. Não importa as lutas pelas quais tu tens passado! Não importam as assolações que têm batido a porta do teu lar! Não importa se a bênção tão prometida ainda não chegou, talvez o desespero a tristeza abateu teu coração, diante da situação que você está passando! Não importa se os teus amigos te abandonaram! Não importa se mesmo em meio a uma multidão, você se sente só! Deus o Senhor, dono do teu coração, nos conhece e nos tem na palma das suas mãos! Eu não estou só! Você não está só! Mesmo que todos nos desamparem, Ele está conosco em todos os instantes da nossa vida! Por mais difícil que seja o problema, por mais “abandonados” que possamos nos sentir, o Pai celeste jamais nos abandonará. Ele é o nosso supremo Pastor e tem o controle de todas as coisas. Basta crer, basta confiar, basta acreditar e descansar sob os braços fortes do Senhor. Ele jamais nos abandonará. Ele nunca dorme. Ele nos ama e prometeu que até a consumação dos séculos estará conosco. Pode uma mãe esquecer-se do filho que cria? Mesmo que isso viesse a acontecer, o nosso Pai Celestial jamais nos abandonaria. Você é o filho amado, a filha amada do Pai. Ele jamais deixou você, e nem lhe deixará. (Is 49.18-19.) Deus faz uma declaração através do profeta dizendo “Levanta os olhos ao redor e olha; vivo eu, diz o Senhor, porque nos teus desertos, e nos teus lugares solitários, a tristeza, a dor, a assolação, se afastarão para longe de ti”. Elevamos nosso pensamento ao céu e agradecemos a pai celeste pelo amor a nós dispensado, e descanse sabendo que você está aos cuidados Dele.

 

           Valdeci Soares


Menu


Categorias


 

Nossa História

 

Ficha de Compromisso

 

Cartaz do Projeto

 

Cartaz do Projeto/Data

 

Marcador de Bíblia

 

 
 
 
 
 

Visitas desde Dezembro/2010

 
Desenvolvido/Patrocinado por: Webtecnol